domingo, 1 de julho de 2018

Four cooks

Night kitchen
Sally Storch

Risotinho de frango com crocante de cebola

O título engana pois esse "risotinho" não é um risoto (com ingredientes específicos e forma de execução). É só uma arrozinho básico incrementado e que ficou uma delicinha. Para dar mais sabor e crocancia foi acompanhado de chips de mandioquinha e de cebola. Hummm!!!

Ingredientes

Arroz
! xícara (chá) de arroz (usei o agulhinha, mas já fiz com integral e ficou muito bom)
2 colheres (sopa) de óleo vegetal (usei o de milho)
2 dentes de alho amassadinhos
2 colheres (sopa) de cebola picadinha
sal à gosto

Frango
1 peito de frango limpo e cortado em cubos pequenos (pode ser sobrecoxa)
2 dentes de alho amassadinhos
1 xícara (chá) de cebola picadinha
2 colheres (sopa) de azeite
1/2 xícara (chá) de ervilhas (usei congeladas)
2 tomates bem maduros (sem pele e sementes) bem picadinhos
1 folha de louro
salsinha e cebolinha à gosto
1/4 xícara (chá) de cenoura picadinha
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco ou nata
queijo parmesão ralado grosso à gosto (usei 2 colheres de sopa)
pimenta do reino e sal a gosto

Cebola crocante
2 cebolas grandes cortadas em fatias finas (mas não muito)
sal e pimenta do reino moída a gosto
farinha de trigo o suficiente para empanar as cebolas
óleo o suficiente para imersão

Chips de mandioquinha
3 mandioquinhas médias descascadas e fatiadas finamente
sal a gosto
óleo o suficiente para imersão

Como fiz

Arroz de frango
Primeiro preparei o molhinho de frango. Dourei o alho no azeite,adicionei os cubos de frango e deixei refogar durante uns minutos (fogo médio). Em seguida coloquei a cebola e refoguei até que murchasse. Acrescentei o tomate picadinho, a cenoura, a folha de louro, a pimenta do reino e o sal. Finalizei com 1 xícara (chá) de água quente. Misturei e deixei em fogo baixo, mexendo de vez em quando, até o caldo ficar espesso (tomate derretido). Nesse momento coloquei as ervilhas, mantive no fogo mais alguns minutos, retirei e reservei.
O arroz eu fiz conforme a tradição: refoguei o alho e cebola até ficarem dourados. Adicionei o arroz lavado e quase seco (sempre escorro o excesso de água), refoguei por uns minutos, adicionei a água e deixei cozinhar até ficar no ponto desejado (no meu caso, bem soltinho). Reservei e preparei o chips de mandioquinha. 

Chips de mandioquinha
Depois do molho de frango e do arroz estarem prontos fiz o chips de mandioquinha que não tem nenhum segredo. Usei um fatiador para deixar as fatias (fiz transversais) bem fininhas, sequei-as, salguei e fritei em óleo limpo e quente até ficarem douradas. Escorri e coloquei em guardanapo de papel para que este absorvesse  o excesso de óleo. Reservei.
Observação: o óleo para esse tipo de fritura deve estar bem quente, mas não em excesso, para que a mandioquinha não doure muito rápido e fique murcha assim que for retirada do fogo.

Cebola crocante
Após fatiar as cebolas sequei-as bem (com um guardanapo de papel) e separei as fatias. Em um recipiente misturei a farinha, o sal e a pimenta do reino moída.  Envolvi a cebola na farinha temperada de modo que ficassem bem cobertas. Esse processo tem que ser rápido pois a cebola solta água (mesmo depois de seca) o que pode empapar a farinha de trigo. Fritei a cebola em óleo quente (veja, acima, a observação sobre a temperatura do óleo), separando as fatias (delicadamente para não quebrar) até que ficassem bem douradas. Retirei e coloque sobre guardanapo de papel para retirar o excesso de óleo.

Finalização
Coloquei a nata e o queijo parmesão ralado no molho, deixei aquecer. Quando o molho ficou bem quente, retirei do fogo, adicionei o cheiro verde picadinho e coloquei sobre o arroz.  Misturei (sem mexer com muita força para não virar uma papa) até o arroz ficar totalmente envolvido pelo molho. Depois disso coloquei o arroz nos pratos de servir,com uma porção de cebola crocante por cima e finalizei com a mandioquinha chips. 


quinta-feira, 28 de junho de 2018

Outono acabou!

Pascal Campion

Rocambole de carne moída recheado com espinafres (mais crosta delícia)



Vamos tornar o tradicional e muito conhecido rocambole de carne mais gostoso e nutritivo? Que tal colocar espinafre no recheio e uma cobertura crocante e deliciosa?

Ingredientes

Carne
400 g de carne moída (usei coxão mole)
miolo de um pão francês ou de uma fatia de pão de forma
leite o suficiente para amolecer o pão (depois escorrer, apertando bem, para retirar o excesso)
2 dentes de alho picadinhos
1 xícara (chá) de cebola micropicadinha
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de manteiga
salsa e cebolinha picadinhas à gosto
noz moscada a gosto (mas com moderação)
1 ovo levemente batido (gema peneirada)
sal a gosto 
aproximadamente 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo

Recheio
2 xícaras (chá) de espinafre já limpo e já escaldado
1  colher (sopa) de azeite
1 dente (grande) de alho amassadinho
1/ 2 xícara (chá) de cebola picada grosseiramente
sal a gosto
cogumelos (opcional)
Cebolinha picada

Cobertura (Crosta)
1 xícara de chá de pão francês (seco) sem casca e grosseiramente ralado
1/2 xícara (chá) de farinha Panko (ou de rosca se não tiver)
1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado grosso
2 colheres (sopa) de azeite
1/4 xícara (chá) de tomilho fresco picado
1 colher (chá) de orégano seco
salsinha e cebolinha picadinhas a gosto

E  mais...
Papel alumínio
óleo para untar

Como fiz

Carne
Primeiro dourei o alho no azeite e reservei. Em um recipiente juntei a cebola, a pimenta, a noz moscada (ralada na hora), o pão umedecido no leite, a manteiga, o azeite e a salsinha e cebolinha picadas. Misturei e adicionei o alho refogado (em temperatura ambiente). Incorporei bem e deixei descansar por aproximadamente 10 minutos. Enquanto isso preparei o recheio. 
Após esse tempo coloquei o sal, o ovo e fui adicionando a farinha de trigo aos poucos, até dar liga, não precisa ficar uma massa muito consistente, pois no forno a carne ficará mais firme. A farinha é apenas para deixar a carne suficientemente agregada parar ser manuseada.

Recheio
Limpei o espinafre, separando as folhas e lavando, escaldei em água bem quente (até as folhas murcharem), escorri e piquei grosseiramente. Reservei.
Refoguei o alho e a cebola no azeite, juntei o espinafre, os cogumelos partidos ao meio e o sal (com moderação, pois o volume do espinafre reduz bastante). Coloquei a cebolinha, misturei e reservei.

Crosta  
Misturei todos os ingredientes até ficar uma espécie de farofa mais compactada

Finalização
Forrei uma assadeira retangular com papel alumínio deixando sobras laterais (para cobrir o rocambole). Untei o papel alumínio com o óleo e estendi sobre ele a massa de carne, espalhando, conforme se vê na foto acima.
Coloquei o recheio no centro, nivelando bem,  depois enrolei cuidadosamente pelas laterais até fechar como um rocambole. Cobri com o papel alumínio das laterais além de mais uma camada do papel. Apertei as laterais e as pontas, de modo à não deixar nenhum ponto aberto. Levei ao forno pré- aquecido (180ºC) por aproximadamente 20 minutos.
Depois desse tempo retirei do forno, furei uns pontos do papel alumínio (para escape do vapor) e o retirei cuidadosamente. Esperei esfriar um pouco e coloquei a cobertura. Espalhei pela superfície do rocambole, apertando com força para que aderisse ao rocambole. Levei novamente ao forno até que formasse uma crosta bem douradinha.




Comida...food!

Night kitchen - Sally Storch

Outra massa para torta... com iogurte.

Nesse bloguito sempre aparece uma torta...vício da proprietária.  Vira e mexe testo uma nova receita de massa ou um novo truque. Claro que existem algumas receitas que faço mais frequentemente, algumas já fiz tantas vezes ao longo dos anos, que sei de cor. Sempre tem o que aprimorar: qual a farinha mais indicada? Manteiga, margarina culinária ou gordura vegetal? Truques para a massa ficar crocante mesmo com recheio úmido....e vamos aprendendo, né?
A massa de hoje leva iogurte e vamos combinar que fica mais leve e menos gordurosa! Não é a famosa e tradicional brisée, mas em tempos modernos (onde toda gordura será castigada) cai como uma luva. E melhor: fica uma delícia!
Dessa vez não tem receita de recheio...é só buscar aqui no cafofo que tem várias opções ou fazer aquele  recheio gostosura que é sucesso na sua casa!
À receita. 

Ingredientes
2 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo peneirada
150 g de manteiga sem sal (levemente gelada)
180 g de iogurte natural (consistência firme)
1 colher (chá) de sal
1 gema (peneirada) mais 1 colher (chá) de azeite para pincelar

Como fiz

Em um recipiente (tigela de boca larga) coloquei 2 xícaras da farinha de trigo, a manteiga em cubinhos, o sal e o iogurte. Misturei com as mãos (pontas dos dedos- só misturar e não amassar, viu?) e fui adicionando o restante da farinha aos poucos até obter uma massa homogênea, lisa, sem grumos e soltando facilmente das mãos. Envolvi a massa com filme plástico e levei a geladeira por aproximadamente 30 minutos.
Depois desse tempo coloquei a massa ( reservei aproximadamente 1/3 da massa para cobrir a torta) em uma assadeira untada e enfarinhada de fundo removível.  Distribui a massa no fundo e nas laterais da assadeira, deixando a massa bem fina (eu não costumo usar o rolo para abrir esse tipo de massa, vou abrindo pequenas porções com a mão). Pincelei a massa (laterais e fundo) com clara de ovo e levei à geladeira por mais 15 minutos.
Depois desse tempo coloquei o recheio (frio)  e cobri com o restante da massa que estava reservada. Pincelei com a gema misturada com o azeite e levei ao forno pré-aquecido (180ºC) até ficar bem dourada (aproximadamente 20 minutos, mas depende do forno).

A receita da massa tirei daqui: http://desaltoaltonacozinha.blogspot.com.br




domingo, 18 de março de 2018