domingo, 23 de julho de 2017

Camarão ao leite de coco e nata

Camarão é tão gostoso, né? Não é lá muito barato, dá trabalho para limpar...mas não precisa de muito para ficar uma delícia. Ao azeite e alho, ensopadinho, como recheio, em uma massa, no risoto, no pastel, na empadinha, na moqueca, com Catupiry® e com...leite de coco!
Abençoado fruto do mar que é tenro, que  tem ao mesmo tempo sabor marcante e suave, que nos lembra o mar!
Dessa vez ele veio acompanhado de leite de coco e nata fresca! 
O único segredo: ficar de olho no ponto (quando muda de cor e fica rosado) para que toda sua maciez seja preservada.

À receita!

Ingredientes

500 g de camarão rosa (limpo)
suco de um limão
2 colheres (sopa) de azeite extra virgem
2 dentes de alho picadinhos
1 cebola média picadinha
1/2 xícara (chá) de tomate (sem pele e sem sementes) picadinho
1/2 xícara (chá) de nata fresca
pimenta do reino (ou dedo de moça) a gosto
sal a gosto
1 xícara (chá) de leite de coco (usei o fresco)
salsinha e cebolinha picadinhas a gosto

Como fiz

Primeiro limpei os camarões, como já comprei sem casca, apenas tirei a cabeça, as patinhas que sobraram e com a ajuda de um palito retirei a tripa que fica na parte de cima (dorso) e também da parte de baixo.
Lavei bem e deixei de molho em água com o suco de limão por alguns minutos.
Depois escorri e sequei bem. Reservei.
Em uma panela de fundo grosso dourei o alho e a cebola no azeite. Depois juntei os tomates e deixei refogando (em fogo baixo) até quase desmanchar. Hora de colocar o leite de coco e os camarões. Misturei e adicionei o sal e a pimenta (usei pimenta branca moída). 
Esperei que os camarões mudassem de cor. Nessa hora tomo muito cuidado para o camarão não passar do ponto e ficar borrachudo. Então o que faço? Retiro os camarões com o auxílio de uma escumadeira e reservo. Foi o que fiz. 
Mantive a panela no fogo e adicione a nata. Esperei que o molho ficasse espesso ( a nata fresca engrossa, viu?), corrigi o sal e coloquei o camarão de volta na panela. Retirei do fogo, adicionei o tempero verde picado e  servi. 
Dessa vez com arroz, batatas chips caseira e uma salada verde.

Observação: não querendo fazer o leite de coco caseiro, use um de boa qualidade. O leite de coco é fundamental nesse preparo.

Que coisa mais pecaminosa!


Bolo Gelado de Laranja do Edu Guedes

Se tem uma pessoa super fã de bolinhos antigos, simples, caseiros e gostosinhos...sou eu!
O aconchego que uma xícara de um bom café acompanhado de um pedaço de bolo  nos trás, não tem explicação!
O bolo da vez veio de uma receita do Edu Guedes, como é servido gelado pode vir acompanhado de um suco fresquinho. Se quiser pode ser feito sem a calda, fica delícia do mesmo jeito!
À receita!

Ingredientes

Bolo
4 ovos grandes
1/2 xícara (chá) de óleo de milho ou girassol
2 xícaras (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de suco de laranja (peneirado)
1 colher (sopa) de fermento em pó
manteiga e farinha para untar e enfarinhar

Calda
1 xícara (chá) de suco de laranja
1 1/2 xícara (chá) de leite condensado
2 xícaras (chá) de coco ralado (grosso)

Como fiz

Bolo
Bati os ovos inteiros (gemas peneiradas), o óleo e o suco de laranja no liquidificador. Deixei bater por aproximadamente 03 minutos. 
Em uma tigela misturei a farinha e o açúcar (peneirados também). Em seguida coloquei a mistura do liquidificador sobre a farinha e o açúcar. Misturei bem com a ajuda de um fouet até a massa ficar lisa, sem grumos e homogênea.
Por último coloquei o fermento e mexi delicadamente até incorporá-lo à massa.
Coloquei na assadeira já untada e esfarinhada (redonda, tamanho médio)  Levei ao forno pré aquecido (180ºC) por aproximadamente 20 minutos (vai depender do forno).

Calda

Misturei o suco de laranja, o leite condensado e o coco ralado. Reservei.

Finalização

Depois do bolo assado, retirei do forno e deixei esfriar. Cortei em pedaços médios e passei na calda. Embrulhei em papel alumínio e levei à geladeira. Deixei de um dia para o outro, para que ficasse bem geladinho e a massa absorvesse a calda (que fica uma delícia de úmida!).
Foto de celular dá nisso...rsrsrsrs

domingo, 9 de julho de 2017

Calzone redondo de linguiça e chicória

Diferente, né?
Então tinha linguiça tipo toscana fresca e chicória. Queria usar para recheio. Recheio de qualquer coisa gostosa. 
Pensei em um calzone...e vamos lá procurar uma outra receita de massa de calzone. Diferente da que já postei aqui. 
Eis que me deparo com essa forma diferente de calzone aqui: http://farelascarpetta-mariagloriadamico.blogspot.com.br.
Outra massa, outro formato e com o recheio que eu queria! 
Confesso que modifiquei um pouquinho a massa: um tantinho mais de água e de farinha de trigo. Também mexi um pouco no recheio: retirei a pimenta, uei linguiça toscana fresca no lugar da tipo calabresa defumada e coloquei uma camada de queijo tipo muçarela (por causa do filho, mas acho dispensável). 
O recheio é uma das coisas mais perfumadas que já preparei. Suculento, saboroso e aromático. 
Aqui no cafofo foi sucesso total!

Ingredientes

Massa
400 g de farinha de trigo (utilizei mais 1/4 de xícara de chá)
sal a gosto (utilizei 1/2 colher de chá)
1 colher (sobremesa) de açúcar
1 colher (sopa) de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de azeite
100 ml de água (usei mais 10 ml) morna

Recheio
2 colheres (sopa) de azeite
4 gomos de linguiça tipo toscana fresca, sem pele 
1 cebola média cortada em cubos
2 dentes de alho picadinhos (pedia 3 e em lâminas)
4 colheres (sopa) de molho de tomate bem encorpado (eu tinha caseiro)
1/4 xícara (chá) de orégano fresco
1/2 xícara (chá) de azeitonas pretas em metades
sal a gosto
100 g de queijo muçarela
1 maço grande de chicória 

Como fiz

Coloquei 400 g de farinha de trigo em uma vasilha juntei o sal e o açúcar. Misturei bem. Fiz um buraco no meio e juntei o fermento biológico seco dissolvido na água morninha ( na receita o fermento vai direto na farinha). Coloquei o azeite. 
Fui misturando com as mãos e juntei um pouco mais de farinha. A massa parece dura, mas é só impressão. Vai crescer e ficar crocante.
Quando formou um bola lisa e soltando das mãos comecei a sovar. Passei a massa para uma bancada esfarinhada e continuei sovando e amassando por aproximadamente 05-08 minutos. 
Depois formei uma bola e voltei a massa para a vasilha, cobri com filme plástico e levei ao forno (desligado) até que a massa dobrasse de volume. Aproximadamente 1 hora e 20 minutos. 

Recheio

Primeiro refoguei a linguiça no azeite, em fogo baixo, até que ficasse sem líquido, douradinha e soltinha (mexendo sempre para separar a carne). Em seguida coloquei o alho e a cebola. Coloquei a chicória (lavada, picada não muito fina,deixada de molho em água com vinagre por alguns minutos, lavada novamente e depois bem escorrida). 
Esperei murchar. Finalmente juntei as azeitonas, o orégano e corrigi o sal. Esperei que o refogado secasse (não deve ter líquido, para não deixar a massa "empapada"). 
Retirei do forno e reservei até chegar à temperatura ambiente.

Montagem

Retirei a massa do forno e dei alguns soquinhos para que baixasse. Separei aproximadamente 1/3 da massa e reservei.
Forrei uma assadeira redonda, aro removível (25 cm de diâmetro) levemente untada com manteiga e esfarinhada. Pré-aqueci o forno a 180ºC.
Forrei o fundo e as laterais  com a massa, deixando uma sobra "para fora" nas laterais. Coloquei o molho de tomate, espalhando bem e por cima as fatias de muçarela. Em seguida coloquei o recheio espalhei e nivelei. 
Abri o 1/3 de massa reservada e coloquei sobre o recheio. Puxei a parte de massa que estava fora e coloquei sobre a outra massa (conforme se vê nas fotos). Fiz o acabamento unindo com os dedos as massas da base e das laterais. Fechei bem.
Levei ao forno na grade mais alta e deixei assar até ficar bem dourado. Retirei do forno e servi quentinho. 
Que delícia, viu?




domingo, 25 de junho de 2017

Crumble de maçã


Eis que tinha sorvete de creme em casa. E tinha maçãs, também levando uma vida à toa. Maçã e sorvete combinam demais,né? 
Resolvi fazer o famoso crumble, pois gosto de coisas quentinhas com maçã e canela. E essas coisas quentinhas com sorvete de creme. Hummm! Humm!
A receita tirei daqui (mas acrescentei amêndoas): http://www.coisasdediva.com.br

Ingredientes

Base de maçã
3 maçãs picadas com a casca (lavar e secar bem antes)
2 colheres (sopa) de açúcar (usei o demerara)
1 colher (sopa) de canela em pó
1 pitada de noz moscada (ralada na hora)
raspas de limão (sem nada da parte branca) a gosto

Farofa
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
50 g de manteiga sem sal (gelada)
3 colheres (sopa) de açúcar (usei demerara)
1/2 colher (sopa) de canela
1/2 xícara (chá) de amêndoas em lascas (opcional)

Como fiz

Base
Primeiro juntei as maçãs com o açúcar, a canela, a noz moscada e as raspas de limão. Misturei cuidadosamente e reservei.

Farofa
Cortei a manteiga em pedacinhos e misturei,com as mãos, com a farinha de trigo e o açúcar apertando até que formou uma espécie de farofa grossa. Os ingredientes não podem se misturar e virar uma massa. 
Acrescentei as amêndoas e misturei mais uma vez, com as pontas dos dedos,delicadamente. Reservei.

Montagem
Em uma forma pequena levemente untada com manteiga coloquei mistura de maçãs (base) e apertei bem para nivelar. Coloquei a farofa por cima, apenas polvilhando. Levei ao forno pré aquecido (180ºC). Retirei do forno quando os pedaços de maçã ficaram cozidos e a farofa douradinha. Servi quente com o sorvete de creme.

Observação
Da próxima vez farei a receita dobrada ou em ramequins individuais. Achei que o crumble ficou um pouco fino demais. Mas independente da espessura ficou delicioso.

Pão recheado - mais um!




Meu filho gosta muito de pão caseiro recheado mas não faço sempre, pois ao contrário das massas de pizza e esfiha (mais frequentes aqui no cafofo)...é pesada para manusear. E nem sempre a gente quer ficar sovando e suando, né?
Mas, de vez em quando, esse coração materno e sensível, resolve agradar o filhote. Sempre testando massas mais fáceis de manipular. Dessa vez foi essa.
Ficou uma massa fofa, assou legal na parte interna (claro que com alguns cuidadinhos) e ficou bem gostosa. 
E o filhote que se contenha, pois outro surto amoroso culinário como esse, vai demorar!

À receita!

Ingredientes

Massa
1 envelope de fermento biológico seco (10g)
 ou 
2 tabletes de fermento biológico fresco (30g)
1 xícara (chá) de leite morno (bem morninho)
1 xicara (chá) de água morna
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa/rasa) de sal
aproximadamente 3 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de azeite
1 ovo (gema peneirada)

Recheio
3  tomates (grandes/bem maduros) sem pele, sem sementes e cortados em cubinhos
1 cebola média picadinha
1 xícara (chá) de azeitonas verdes fatiadas
2 colheres (sopa) de azeite
150 g presunto cozido fatiado (pode ser substituído por peito de peru)
150 g de queijo muçarela fatiado (pode ser substituído por queijo prato)
salsinha e cebolinha picadas a gosto
orégano (opcional)
sal a gosto

Finalização
1 gema (peneirada) 
1 colher (sopa) de azeite
Queijo ralado para polvilhar (opcional)

Como fiz

Massa
Dissolvi o fermento (usei o biológico seco) na água e no leite morno. Depois juntei o açúcar e misturei.
Coloquei essa mistura em um recipiente grande o suficiente para manipular a massa. Juntei o ovo (ligeiramente batido), o azeite e o sal. Tornei a mexer para misturar os ingredientes. Fui acrescentando a farinha de trigo aos poucos. Primeiro com uma colher grande e depois com as mãos (quando a massa começou a chegar ao ponto de sova).
Pode ser que seja necessário uma pouco mais ou menos de farinha. Por isso essa etapa deve ser feita aos poucos: um pouco de farinha e sova, alternadamente, até que a massa fique lisa, homogênea e se solte das mãos. Continuei sovando por aproximadamente 8 minutos. Depois coloquei a massa em local fechado (sem corrente de ar) e deixei crescer até dobrar de volume. 
Enquanto isso preparei o recheio

Recheio
Dourei a cebola no azeite, acrescentei os tomates e coloquei um pouco de sal. Refoguei (mexendo de vez em quando) até que o líquido do tomate secasse.Retirei do fogo e reservei.

Observação: o líquido (sumo) do tomate interfere na massa quando está assando, por isso costumo dar uma refogadinha antes. Quando não refogo deixo o tomate já com o sal em uma peneira ( pelo menos 1 hora antes de utilizá-lo) para que o líquido escoe.

Depois que o refogado esfriou adicionei o orégano, a salsinha,cebolinha e as azeitonas. Misturei bem e reservei.

Montagem/Finalização
Abri a massa, depois de crescida, com a ajuda de um rolo de massa (macarrão). Fiz um retângulo de espessura nem muito fina (para o recheio não vazar) e nem muito grossa (para o recheio não ficar "sumido"). Espalhei o refogadinho sobre a massa, mas deixando espaço nas laterais (dois dedos aproximadamente) para que o recheio não vazasse na hora de enrolar. Coloquei as fatias de presunto e sobre elas as de muçarela. 
Enrolei como um rocambole, apertando bem as pontas. Coloquei em assadeira levemente untada com óleo. Finalmente pincelei a superfície do pão com a gema misturada ao azeite. Polvilhei com queijo parmesão ralado grosso (confere uma certa crocância ao pão). Levei ao forno pré aquecido a 180ºC, por aproximadamente 30 minutos (mas depende de cada forno). 
Quando a superfície, laterais e fundo do pão ficaram dourados retirei do forno. Aguardei alguns minutos para servir. Mas ainda bem quentinho, né?

A receita da massa tirei daqui: https://comidinhasdajuju.com/2012

sábado, 24 de junho de 2017

Inverno, winter, hiver...enfim!

Imagem:http://www.scoubidous.eu

domingo, 4 de junho de 2017

Peito de frango recheado com espinafre - e de quebra cream cheese!

Confesso que não sou a melhor pessoa para fazer e comer carnes. Não aprecio carnes de sabor forte...como dizem aqui em casa: para a mamis carne não pode ter gosto de carne! O resultado é que acabo comendo aquelas que os "bons apreciadores da carne" ignoram, acham seca, sem sabor e etc,etc. etc.
Peito de frango é algo meio constante no cafofo, por motivos óbvios: pouco sabor de frango (kkkkk). Dessa vez ele veio recheado de espinafre e super temperadinho. Para os chatos de plantão digo: ficou úmido e saboroso. Tá bom?
À receita!

Ingredientes

Frango
2 peitos de frango
suco de 1 limão 
vinagre quanto baste
3 dentes de alho amassadinhos 
3 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sopa) de mostarda
1 ramo de alecrim
2 ramos de tomilho
salsinha e cebolinha a gosto
sal e pimenta a gosto

Recheio
2 xícaras (chá) de espinafres cozidos e bem espremidos 
1 cebola média micropicadinha
1/2 xícara de bacon picadinho e frito
sal a gosto
3 colheres (sopa) de cream cheese (pode ser requeijão firme) 

Finalização
palitos de dente
1/2 xícara (chá) de manteiga mais 2 colheres (sopa) de azeite
  • C

Como fiz

Peito do frango

Primeiro higienizei o frango.
O quê é isso? Tirar pelanquinhas, pelinhas, lavar e deixar de molho por alguns minutos em água com vinagre. Depois escorri, passei novamente pela água corrente e sequei os peitos de frango com a ajuda de um papel toalha.
Preparei a marinada com o alho picadinho, suco do limão, azeite,sal, pimenta do reino (moída na hora), a mostarda e as ervas . Deixei os peitos de frango nessa marinada de um dia para o outro, em recipiente bem fechado e na geladeira.

Recheio

Refoguei a cebola no bacon (já fritinho) até ficar douradinha. Depois juntei o espinafre (já refogado rapidamente) e corrigi o sal. Reservei e deixei chegar à temperatura ambiente.

Finalização

Uns 10 minutos antes pré aqueci o forno (180ºC). 
Retirei o frango da geladeira, fiz um corte com uma faca afiada com cuidado (para não romper, a ideia é fazer uma espécie de "envelope"). Reservei.
Em seguida adicionei o cream cheese ao espinafre refogado. É importante colocar o queijo aos poucos para que o recheio não perca a consistência ideal, tem que ficar meio firme e não mole demais. O recheio molengo dificulta na hora de rechear.
Por fim coloquei o recheio na abertura feita do peito do frango e fechei com palitos. É meio chatinha essa etapa, tem que ter paciência. Mas vai por mim...compensa!
Despejei metade da marinada em uma assadeira, coloquei os peitos de frango e os reguei com o restante do tempero.Reservei. Finalmente derreti a manteiga e a misturei com o azeite. Reguei o frango com essa mistura. Levei ao forno e após 10 minutos fui verificando como estava o a cor do franguinho. Quando um lado ficou dourado virei para que o lado de baixo também dourasse. Sempre que necessário fui regando com o líquido formado na assadeira.
Quando ficou no ponto desejado, retirei do forno e também os palitos. Servi imediatamente (bem quentinho).